quarta-feira, 7 de abril de 2021

DIRETOR DE "CHORÃO: MARGINAL ALADO" FALA SOBRE A ESTREIA DO DOCUMENTÁRIO EM ENTREVISTA NO CANAL LIKE

 

Alexandre Magno Abrão, mais conhecido como Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr., tem a vida e a carreira retratadas no documentário “Chorão: Marginal Alado” e para falar sobre os desafios de filmar o longa, o Canal Like (530 da Claro) conversou com o diretor Felipe Novaes. A produção estreia no Now nesta quinta, dia 8, e o papo de Anne Braune no "Entrevista Like em Casa" vai ao ar na segunda, dia 12, às 20h. 

A produção acompanha a história do artista, que atravessou a geração do rock nacional dos anos 90 e a cultura santista de skate e praia, sempre com a trilha do Charlie Brown ao fundo. O documentário é costurado por entrevistas de pessoas ligadas ao músico, como membros da banda, sua esposa, o filho, amigos e funcionários. Felipe comenta na entrevista que a morte do cantor e as diferentes reações que o público teve foram fatores que o inspiraram a contar essa história. "Acho que quando o Chorão morreu, eu fiquei muito impactado, não só com a morte precoce, mas com o alcance dessa morte. Com o quanto as pessoas ficaram mobilizadas e o quanto essas pessoas eram diferentes entre si, eram públicos muito diversos que ficaram mexidos com aquilo." 

O diretor conta ainda que as próprias vivências do artista serviram como estímulo para que o filme fosse realizado. "O Chorão é um personagem, falando em termos dramatúrgicos mesmo, muito rico, em conflito. É um cara que você escuta histórias muito legais, histórias muito cabulosas, então acho que isso me instigou e me deixou com muita vontade de fazer um retrato mais aprofundado do Chorão", diz. 

Além dos depoimentos, o filme acompanha a história de uma das estrelas do rock mais importantes do Brasil através de muita imagem de arquivo. A quantidade de material foi uma das principais dificuldades encontradas pelo diretor, que teve muito trabalho até chegar ao corte final. Chorão viveu duas décadas intensas de sucesso nacional e internacional, cheios de momentos polêmicos, até sua morte prematura, por overdose de drogas, em 2013.

Serviço:

Canal Like (530 da Claro)

"Entrevista Like em Casa" com Felipe Novaes

Segunda, dia 12, às 20h

Fonte/Imagem-reprodução-divulgação: Assessoria de Imprensa


Nenhum comentário:

Postar um comentário