quarta-feira, 22 de abril de 2020

LEVANTAMENTO REVELA A ANCESTRALIDADE DO DNA DOS BRASILEIROS


Dia 22 de abril é considerado o Dia do Descobrimento do Brasil, um dos países mais miscigenados e que acumula em toda sua história resquícios de muitas culturas devido aos anos de colonização. Mas essa mistura não aparece apenas nos costumes, tradições, músicas ou sotaques, aparece também no DNA de todos os brasileiros. Com base nesse pensamento, a Generaprimeiro laboratório brasileiro com uma plataforma de testes de ancestralidade no país, fez um levantamento que retrata um pouco esse cenário.

A análise foi feita em mais de 700 mil pontos do DNA de cada pessoa que fez o teste de ancestralidade Genera e concluiu que, até o momento, a genética que mais predomina entre os brasileiros, com 72%, vem da Europa. Em seguida, o continente africano com 11%, o Oriente Médio e as américas com 6% cada um.

Destrinchando a porcentagem europeia, dos 72%, os países ibéricos (Portugal e Espanha) são responsáveis por 21% do valor total, seguido por 18% da Itália, 16% das Ilhas Britânicas (Reino Unido e Irlanda), 6% da Europa Ocidental (França, Holanda e Alemanha), 5% da Península Balcânica (Croácia, Grécia e Bulgária) e 4% da Sardenha (ilha mais a oeste do território italiano).

Para Ricardo di Lazzaro Filho, médico formado pela Faculdade de Medicina da USP e sócio fundador da Genera, a mistura do DNA do brasileiro é uma das características mais ricas do nosso povo. "O Brasil foi colonizado por diversos países por muitos anos, fora o grande fluxo migratório, tanto antes, quanto depois da independência do nosso país. Portugueses se destacaram no período pré-Primeira Guerra Mundial com um fluxo de 76 mil imigrantes anuais. Já os espanhóis tiveram uma grande presença no Sul e Sudeste brasileiro. Entre 1870 e 1920, cerca de 1,4 milhão de italianos entraram no Brasil, fora o período da escravidão que fez com o que o DNA africano fosse tão presente em nossa história. Mas o resultado de tudo isso é o que possibilita dizer que toda essa pluralidade nos torna um povo singular, sem igual", aponta.

A lista completa você confere no site da Genera

Sobre a Genera

Criada por Ricardo Di Lazzaro e André Chinchio, a Genera é o primeiro laboratório brasileiro especializado em genética que realiza testes de ancestralidade, saúde e bem-estar no Brasil e que atua no mercado desde 2010 com o foco em inovação. Por meio da tecnologia é possível com o teste de ancestralidade analisar 700 mil pontos do DNA de uma pessoa, possibilitando o acesso ao histórico genético de um indivíduo por pelo menos 5 gerações, em média 400 anos, além do mapeamento voltado à qualidade de vida com apontamentos que condizem com a sua genética. A instituição movimentou o mercado genético com constantes investimentos em pesquisas e desenvolvimento, com o principal objetivo tornar os testes genéticos mais acessíveis à população aproximando cada cliente a uma maior compreensão de si mesmo, seja pela história do seu DNA ou por aspectos de saúde e bem-estar.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário