quinta-feira, 19 de maio de 2022

OLIMPIADAS ESPECIAIS BRASIL CONFIRMADAS PARA PARTICIPAR DA COPA UNIFICADA DETROIT 2022

 

Antes da Copa do Mundo no final do ano, outro evento futebolístico reunirá seleções representando suas nações. De 31 de julho a 06 de agosto, a Copa Unificada das Olimpíadas Especiais – Detroit 2022 contará com 25 países selecionados, dentre eles, o Brasil, com sua equipe masculina. O campeonato, que acontece no Estado de Michigan, é uma iniciativa da Special Olympics Internacional, instituição mundial sem fins lucrativos que busca desenvolver pessoas com deficiência intelectual por meio do esporte, há 54 anos, e em mais de 200 países.

Com o objetivo de celebrar a inclusão, é uma oportunidade para mais de 300 atletas com e sem deficiência intelectual jogarem juntos no campo, nas modalidades masculina e feminina, mostrando que o esporte é capaz de destruir barreiras. “Se trata de ser o melhor atleta que se pode ser, mas não se trata de ganhar. Nos permite, como atletas, demonstrar que podemos fazer qualquer coisa”, diz o atleta e Mensageiro Global das Olimpíadas Especiais, Max Hinga.

A seleção

No início do mês de abril, as Olimpíadas Especiais Brasil anunciaram a equipe brasileira masculina, com atletas com e sem deficiência intelectual. “O anúncio e a confirmação da participação brasileira na Copa Unificada das Olimpíadas Especiais – Detroit 2022 só foi possível graças à patrocinadora Colgate e ao clube embaixador Americano Futebol Clube, que cederá os materiais esportivos para a participação da nossa seleção”, conta Teresa Leitão, Diretora de Esportes, em referência ao apoio das organizações que reuniu recursos para a participação de toda a delegação, composta por 16 atletas, mais um médico e comissão técnica.  

Campanha de Arrecadação

Para auxiliar nas despesas da viagem, as Olimpíadas Especiais Brasil, em parceria com um de seus embaixadores, o jogador de futebol, Lucas Moura, criaram a campanha de arrecadação “Ajude a Seleção de Futebol Unificada das OEB a voar para a Copa em Detroit”. 

Revelado pelo São Paulo e tendo passagens pela Seleção Brasileira, o jogador Lucas Moura, que atualmente joga pelo Tottenham, da Inglaterra, é embaixador das Olimpíadas Especiais Brasil desde 2021 e participará de outras atividades com a organização ao longo do ano.

Copa Unificada

Tendo a primeira edição ocorrido, em 2018, na cidade de Chicago, para essa segunda edição, a Copa Unificada e os eventos relacionados que acontecerão ao longo da semana têm expectativa de atrair mais de 10.000 espectadores no local, além da transmissão pelas plataformas da ESPN, que alcançará milhares de pessoas pelo mundo.

Para que todo o evento aconteça, além de mais de 1.000 voluntários envolvidos, a escolha da cidade foi determinante. A cidade norte-americana de Detroit foi selecionada, porque houve uma mudança de diretriz em suas escolas públicas na última década e, hoje, é o município com mais escolas com projetos de inclusão da Special Olympics premiadas nos Estados Unidos da América. Além disso, criaram uma Liga de Futebol Unificado e há um grande apoio do time de futebol da cidade, o Detroit City FC, tanto que as semifinais e final da Copa Unificada acontecerão no estádio do clube. “Detroit tem os Esportes Unificados escritos em seu DNA e marcando um legado para o futuro”, disse a CEO das Special Olympics International, Mary Davis.

SOBRE OLIMPIADAS ESPECIAIS BRASIL

Projeto global sem fins lucrativos, a Special Olympics é um movimento mundial centrado no desporto, fundado em 1968 por Eunice Kennedy Shriver – irmã do 35° presidente dos Estados Unidos John F. Kennedy. Trata-se de uma organização internacional criada para apoiar pessoas com deficiência intelectual a desenvolverem a sua autoconfiança, capacidades de relacionamento interpessoal e sentido de realização por meio do esporte.

Acreditada pela Special Olympics International, as Olimpíadas Especiais Brasil atuam nas seguintes modalidades esportivas: atletismo, águas abertas, basquete, bocha, ciclismo, futebol, natação, handebol, ginástica rítmica, tênis, tênis de mesa, vôlei de praia e judô, além dos Programas: APLs (Atleta Líder), Escolas Unificadas, Atletas Saudáveis, Atletas Jovens, MATP (Programa de Treinamento em Atividade Motora) e Famílias. Tendo o país quase seis milhões de pessoas com deficiência intelectual, as Olimpíadas Especiais Brasil possuem 32 mil atletas treinando e 25 mil competindo durante todo o ano.

Filosofia

A Special Olympics tem como filosofia dar oportunidade a todos os atletas, independente do nível de habilidade, promovendo diversas competições, nas mais diferentes regiões do mundo, durante todo o ano. O programa é conduzido por voluntários e por meio de treinamentos esportivos e competições de qualidade, melhora a vida das pessoas com deficiência intelectual e, consequentemente, a vida de todas as pessoas que as cercam.

Embaixadores

A Special Olympics conta, em nível local e global com uma série de embaixadores que vestem a camisa do movimento e ajudam a levar adiante a causa. No Brasil, as OEB contam com nomes como os jogadores de futebol Cafu, Ricardinho, Romário, Zico, Lucas Moura e Willian Bigode, os jogadores de vôlei Jakie Silva e Giba, e as campeãs de nado sincronizado Bia e Bianca. No mundo, além de nomes importantes do esporte, artistas como Avril Lavigne, Brooklyn Decker Roddick, Charles Melton, Eddie Barbanell, Maureen McCormick, Chris Pratt e Katherine Schwarzenegger.

Fonte/Foto-Reproduçãodivulgação: Assessoria de Imprensa - Legenda: Imagens da Copa Unificada das Olimpíadas Especiais – Chicago 2018 

Nenhum comentário:

Postar um comentário