domingo, 2 de março de 2014

CINEMA FEMININO É A TEMÁTICA DO MÊS DE MARÇO NO CINE É PROIBIDO COCHILAR

Na segunda programação temática do Cine É Proibido Cochilar em 2014, o público terá a oportunidade de apreciar obras realizadas por diretores nordestinos, cuja temática será o cinema feminino. As produções foram selecionadas cuidadosamente pela curadoria da Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura (RRNE/MinC), consagrando uma especial homenagem ao Dia Internacional da Mulher, data comemora no dia 08 de março.

Serão três semanas de exibição, com um longa-metragem e curtas-metragens, sempre nas quartas-feiras (12, 19 e 26) de março, às 19h.

A primeira obra que irá abrir a temática feminina será longa-metragem “Feminino Cangaço”, de Lucas Viana e Manoel Neto. O filme surgiu, da necessidade de se preencher a lacuna crítica em relação às chamadas “cangaceiras”, mulheres que transgrediram os valores sociais de sua época e cuja força surpreende ainda nos dias atuais. A obra contou com a produção do Centro de Estudos Euclides da Cunha (CEEC), órgão suplementar da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), em parceria com a WebTV UNEB.

Na segunda semana da programação a vez é dos curtas-metragens, com as produções “Tejucupapo”, de Marcílio Brandão (PE); “Teresa: cor na primeira pessoa”, de Amaro Filho e Marcílio Brandão (PE); “Noturnos”, de Carito Cavalcanti e Joca Soares (RN); “Verão” e “Olhares sobre Lilith”, de Bárbara Cariry (CE). A iniciativa traz aos cinéfilos uma maior clareza do universo feminino, abordando temáticas sobre as lutas feministas, as conquistas das mulheres brasileiras e a participação política da mulher na sociedade.

Baseado no livro “As filhas de Lilith” (lançado em 2009), da escritora Cida Pedrosa, o projeto “Olhares sobre Lilith” será exibido no final da programação. A produção apresenta uma coletânea de curtas-metragens, com 26 obras sobre o universo feminino num abecedário de histórias, memórias, desejos, sonhos e planos em contextos múltiplos, íntimos, macro ou micro – políticos. Produzido pela cineasta Tuca Siqueira, as películas apresentam um imenso e vasto leque aberto da criatividade de Cida Pedrosa, recriado pelo imaginário de 25 diretoras de cinema.

PROGRAMAÇÃO DE MARÇO – É PROIBIDO COCHILAR

DIA 12

- “Feminino Cangaço”, de Manoel Neto e Lucas Viana (80 min. – BA)

DIA 19

- “Tejucupapo”, de Marcílio Brandão (26 min. – PE)
- “Teresa: cor na primeira pessoa”, de Amaro Filho e Marcílio Brandão (20 min. – PE)
- “Noturnos”, de Carito Cavalcanti e Joca Soares (3’54 min. – RN)
- “Verão”, de Bárbara Cariry (09 min. – CE)
- “O silêncio do mundo”, de Bárbara Cariry (10 min. – CE)

DIA 26

- “Olhares sobre Lilith”, de Tuca Siqueira (200min. – PE)

Texto: Álvaro Júnior – Ascom RRNE/MinC

Nenhum comentário:

Postar um comentário