quarta-feira, 26 de agosto de 2015

MEMBROS DO INSTITUTO DA LÍNGUA PORTUGUESA VISITAM MINC

O novo acordo ortográfico entra em vigência no Brasil no dia 1º de janeiro de 2016. Para assegurar o apoio do Ministério da Cultura ao cumprimento desse prazo – visto que há professores e parlamentares se movimentando para um novo adiamento – o professor Carlos Alberto Faraco, acompanhado por outros membros do Instituto Internacional da Língua Portuguesa da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, visitou, na tarde da quinta-feira, dia 20, o ministro Juca Ferreira.
 
Segundo Faraco, a prorrogação trará um desconforto internacional para com os países que assinaram o acordo. O ministro se mostrou sensível ao assunto e disse concordar com o efetivo início do acordo no Brasil.

“Nós precisamos mostrar que somos a mesma língua. Os portugueses assistem às nossas novelas, sabem as nossas músicas. Precisamos estreitar esse laço de articulação cultural e de trocas para que os países de língua portuguesa entendam que falamos a mesma língua”, defendeu o ministro.
 
Além disso, os membros do Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP) da CPLP solicitaram ajuda do ministro no sentido de sensibilizar os setores responsáveis do governo para que sejam feitos os repasses de recursos correspondentes às obrigações brasileiras ao Instituto, que estão atrasados. O ministro se comprometeu a apoiar a solicitação.

O Instituto tem sede em Cabo Verde e é responsável por definir políticas multilaterais para atender à crescente demanda pelo aprendizado da língua portuguesa no mundo. O IILP propõe que os países-membros executem uma política linguística mais igualitária. Oito nações são representadas no ILLP – Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.

Texto: Mariana Menezes - Assessoria de Comunicação - Ministério da Cultura
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário