segunda-feira, 2 de julho de 2018

ESPAÇO CULTURAL PORTO SEGURO PROMOVE WORKSHOP COM FRANCO-TUNISIANO ISMAIL BAHRI


Movimentos e elementos singelos permeiam a obra do artista visual franco-tunisiano Ismaïl Bahri. Nos trabalhos apresentados em Instrumentos, exposição individual em cartaz no Espaço Cultural Porto Seguro até 22 de julho, água, papel e tinta são exemplos de elementos que se transformam de objetos a sujeitos protagonistas nas nove videoinstalações do artista. Nas próximas semanas, Bahri retorna ao Brasil para ministrar o workshop Experiências e capturas, que toma seu próprio processo criativo como inspiração.

Entre os dias 16 e 20 de julho, os participantes serão convidados a experimentar objetos e ferramentas do cotidiano, capturando-os por meio de abordagens e técnicas de registro diversas, tais como fotografia, vídeo, performance, áudio, pintura, desenho, entre outras. O artista propõe a reflexão em conjunto sobre a tensão que pode existir entre o experimentar e a transmissão dessas sensações ao outro.

O curso acontecerá ao longo de toda a semana, sempre das 10h às 13h, na área que integra o PortoFabLab, laboratório de fabricação digital do Espaço Cultural Porto Seguro, e o Ateliê Experimental, ambiente voltado à pesquisa linguagens gráficas manuais. O workshop é gratuito e destinado a todos os interessados no processo das artes visuais. Para participar, é preciso se inscrever através do site da instituição até o dia 16 de julho. As vagas são limitadas a dez alunos. As aulas serão ministradas em inglês e francês, com tradução consecutiva para o português, de acordo com a necessidade dos participantes.

Confira a seguir a programação dia a dia:

Encontro 1 - 16 de julho (segunda-feira)

Experiências com materiais da vida cotidiana
Como dar estrutura e visibilidade aos elementos frágeis e comuns à nossa volta? Dois exercícios que colocarão as questões a serem tratadas durante o workshop.

Encontro 2 - 17 de julho (terça-feira)

Experiências e a captura da experiência
Como fazer uma experiência transmissível? O grupo se concentrará na questão dos diferentes métodos de captura dos experimentos realizados no dia anterior, por meio de fotografia, vídeo, pintura, escrita, performance e som.

Encontro 3 - 18 de julho (quarta-feira)

Experiências e durações
As gravações capturadas têm duração e desenvolvimento ao longo do tempo? Eles se abrem em enigma ou narração? Como tornar esse desenvolvimento parte do trabalho criativo?

Encontros 4 e 5 – 19 e 20 de julho (quinta e sexta-feira)

Projeto pessoal
Os dois últimos dias serão dedicados ao desenvolvimento de um projeto pessoal a partir do trabalho feito durante o workshop.

Sobre o artista

Ismaïl Bahri nasceu em 1978, em Túnis, capital da Tunísia. Atualmente, vive e trabalha entre sua cidade natal e as francesas Paris e Lyon. O vídeo ocupa um lugar importante em seu trabalho, embora o artista crie também desenhos, fotografias e instalações. Sua obra volta-se a elementos simples da vida cotidiana, sobre os quais desenvolve processos e atribui questões universais.

Participou da 13ª Bienal de Sharjah, nos Emirados Árabes, e expôs em instituições culturais como o Centro de Arte Contemporânea La Criée, em Rennes; no Jeu de Paume, em Paris; Les Églises, em Chelles; e no museu alemão Staatliche Kunsthalle, em Karlsruhe.

Seus vídeos já foram exibidos nos festivais internacionais de cinema de Toronto, Nova York, Roterdam e Marselha; e a obra Filme em branco fez parte da exposição Levantes, de Georges Didi-Huberman, no Sesc Pinheiros (2017). Seus trabalhos apresentam relações profundas com a obra de artistas como o chileno Alfredo Jaar (com quem dividiu mesa na abertura da Paris Photo em 2017), o albanês Anri Sala, o belga Francis Alÿs ou o brasileiro Jonathas de Andrade, com os quais participou da Bienal de Sarjah (2013).

Serviço:

Experiências e capturas, workshop gratuito com Ismaïl Bahri

De 16 a 20 de julho (segunda a sexta-feira), das 10h às 13h

Dez vagas limitadas

Inscrições até 16 de julho através do site da instituição

Local: Área conjunta do PortoFabLab e Ateliê Experimental do Espaço Cultural Porto Seguro

Endereço: Alameda Barão de Piracicaba, 610. Campos Elíseos – São Paulo

Instrumentos, individual de Ismaïl Bahri

Local: Espaço Cultural Porto Seguro

Endereço: Alameda Barão de Piracicaba, 610. Campos Elíseos – São Paulo

Período expositivo: 23 de maio até 22 de julho

Visitação: de terça a sábado, das 10h às 19h; domingos e feriados, das 10h às 17h

Entrada gratuita

Capacidade: 305 pessoas

Acessibilidade

O edifício é acessível para pessoas com mobilidade reduzida. A exposição oferece atendimento especial na visitação com mediadores bilíngues em inglês, espanhol e libras mediante agendamento prévio.

Estacionamento

Alameda Barão de Piracicaba, 634 (sede Porto Seguro).

De Segunda a sexta-feira até 1h30 gratuito (1ª, 2ª e 3ª hora adicional R$ 10,00 a hora. A partir da 4ª hora adicional, R$ 5,00 a hora). A partir das 17h30 e aos sábados, domingos e feriados - R$ 20,00 (preço único).

Serviço de vans:

O Complexo Cultural Porto Seguro oferece vans gratuitas da Estação Luz até as dependências do Teatro Porto Seguro e do Espaço Cultural Porto Seguro. Na Estação da Luz, o ponto de encontro das vans é na saída Rua José Paulino / Praça da Luz / Pinacoteca, em frente ao Parque Jardim da Luz. Há instrutores no local para orientar o embarque.

Para mais informações, entre em contato pelo telefone (11) 3226-7361.

Horário de funcionamento do serviço de vans:

Terça a sábado das 9h à 0h. Domingo das 9h às 22h.

Gemma Restaurante:

Aberto todos os dias: segunda, das 12h às 15h; terça, das 10h às 17h; quarta a sexta, das 10h às 21h; sábado, das 11h às 18h; domingo, das 11h às 16h.

Site: www.espacoculturalportoseguro.com.br

Facebook: http://facebook.com/EspacoCulturalPortoSeguro

Instagram @EspacoCulturalPortoSeguro

Imagem: Orientations, 2011 | Ismaïl Bahri

Fonte: Assessoria de imprensa Porto Seguro

Nenhum comentário:

Postar um comentário