sábado, 18 de dezembro de 2021

BAIRRO CALEIDOSCÓPIO RETORNA EM TEMPORADA ONLINE E GRATUITA 

 


Alfonsito está só em sua casa e acorda para mais um dia, repetindo a rotina de todas as manhãs em busca de um momento de respiro ou fuga: comprar pão no mercadinho perto de casa e ver a moça que lá trabalha. Pode parecer banal, mas a peça BAIRRO CALEIDOSCÓPIO traz uma série de temas que precisam ser debatidos com esse enredo, apoiadas numa construção de cena altamente poética. O solo traz o ator Thiago Carreira em cena e direção de Marcella Piccin, que assinou sua primeira direção com essa montagem. O texto é assinado por Carlos Gallegos, dramaturgo, ator e diretor do Teatro de La Vuelta, do Equador. Essa temporada da peça acontece por conta do projeto contemplado pela Lei Aldir Blanc - ProAc Expresso para o Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa. 

A ideia de montar o texto surgiu quando o produtor Alexandre Meirelles viu o próprio Gallegos encenando o espetáculo, durante o Festival do SESC Mirada de 2016. "Fiquei tremendamente impactado pela peça e não conseguia tirar da cabeça a ideia de montar o texto aqui com o Thiago Carreira interpretando. O texto se encaixava perfeitamente no perfil dele e fiquei tão fissurado na ideia que escrevi para Carlos Gallegos assim que cheguei no hotel, que foi super receptivo e não só topou como nos ofereceu dois outros textos", explica. E segue: "A escolha da diretora Marcella Piccin também se enquandra nesse projeto. Queria alguém para dirigir o Thiago que tivesse uma sintonia com ele e um trabalho delicado, que entendesse todas as minúcias desse texto. Marcela e Thiago trabalham juntos há mais de 15 anos e nós nos conhecemos no Núcleo Experimental" .

Quase um sonho

Enquanto a versão de Gallegos traz somente um homem numa caixa preta, que passa a peça toda numa camisa de força, BAIRRO CALEIDOSCÓPIO brasileira acontece em um cenário colorido, com elementos que vão assumindo diversas funções ao longo do espetáculo, de acordo com aquilo que Alfonsito fala e ajudam a criar um ambiente onírico. O cenário, figurino e adereços são assinados por Cy Teixeira.

"Fizemos uma montagem bem diferente da original de Gallegos. A encenação dele é muito forte e ele é um mímico incrível, dominando toda a cena. Nós queríamos dar força ao texto e manter a cena interessante, afinal, o texto é extremamente narrativo e estávamos atentos para não tornar aquilo uma eterna repetição do que já estava sendo dito. Os elementos cênicos, a luz, trilha e encenação de Thiago reforçam o tom poética da peça", completa o produtor Meirelles.  

Apesar do tom de comédia romântica, a montagem apresenta diversas camadas que falam sobre o desejo, medo e problemas da vida moderna, como bullying, fobia e pressões sociais, neura, solidão e tristeza. "Nos dias de hoje, a peça se torna ainda mais atual. O pânico, a fobia social, a relação com os outros… está tudo em cena", revela a diretora Marcella Piccin.

Mais que nunca, nos tempos atuais, saindo de um período traumático causado pela recente e ainda presente pandemia da covid-19, BAIRRO CALEIDOSCÓPIO, adquire quase que um tom profético de verdade.

SERVIÇO

BAIRRO CALEIDOSCÓPIO - Sessões às 19 e 20 horas, no Youtube. Dias de apresentação 17, 18, 19, 20, 21, 22, 23, 26, 27, 28, 29 e 30 de dezembro.Dramaturgia - Carlos Gallegos (Teatro De La Vuelta, Equador). Direção - Marcella Piccin. Ator Criador - Thiago Carreira.Tradução - José Maria Freixa. Adaptação do texto - Thiago Carreira, Marcella Piccin e Alexandre Meirelles. Trilha Sonora Original - Hayeska Somerlatte.Design de luz - Andressa Pacheco.Cenários, figurinos e adereços - Cy Teixeira. Direção de Movimento - Tatiana Abrantes. Design Gráfico - Douglas Sá.Gerenciamento de mídias sociais -Alexandre Meirelles. Operador de Luz (Gravação do Espetáculo) - Samya Peruchi. Operador de Som (Gravação do Espetáculo) - Hayeska Somerlatte.Registro do Espetáculo em Vídeo - Gabarito Co. Filmes. Locação do Espaço para Registro do Espetáculo em Vídeo - Giostri Livraria Teatro. Locação de Sala para Ensaios, Acomodação e Manutenção de Cenários - Casa da Gioconda. Plataforma de Exibição do Espetáculo SYMPLA e Canal YouTube XyZ Produções Artísticas. Mediador Rodas de Conversas - Alexandre Meirelles. Fotografia - Ronaldo Gutierrez. Coordenação e Produção Executiva - José Maria Freixa e Alexandre Meirelles (XyZ Produções Artísticas). Fotografia - Ronaldo Gutierrez. Assistentes de Produção - Marcela Ferros e Daniel Cantanhede.

Duração - 60 minutos. Recomendado para maiores de 12 anos. Ingressos:Gratuitos

Link para exibiçãoPlataforma Sympla e canal no Youtube da XyZ Produções Artísticas. 


Foto/crédito: Ronaldo Gutierrez

Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário